Rescaldo: V Maratona Vila de Ourique

Nesta jornada dupla, no coração do alentejo, a nossa secção fez-se representar por um atleta, Miguel Nunes, para participar na V Maratona BTT vila de Ourique, Rota do Porco Alentejano, prova esta que chamou 152 atletas oriundos dos mais diversos cantos do país.

O nosso atleta alinhou à partida juntamente com os restantes atletas, deu-se o briefing e às 9h em ponto deu-se o tiro de partida para uma prova tanto para os 45km (para atletas que queiram desfrutar das paisagens) como para os 75km (para aqueles que tenham uma preparação física melhor ou que queiram desafiar os seus limites). O percurso menor de 25km a partida foi dada minutos depois da anterior.

Durante a noite S. Pedro brindou a organização e regou os terrenos, isso trouxe um desafio acrescido aos atletas, pois era necessário um pouco mais de esforço para progredir no terreno. As paisagens verdejantes juntamente com alguma lama do terreno era um regalo para olhos de alguns atletas, já que outros não viam com bons olhos a lama agarrada ao equipamento (bicicleta).

O declive do terreno não segue a velha máxima que o “alentejo é todo plano” e tinha umas subidas longas e chatas de se fazer, mas sem esforço nada se faz e se os atletas queriam chegar à meta, tinham que ultrapassar estes obstáculos. Por volta dos 20km, o azar atacou o nosso atleta, furando. Solucionando o problema como podia, o Miguel fez-se a caminho mas novamente o azar voltou-se a cruzar com ele, desta vez furando os dois pneus. Três furos que deitaram tudo por terra.

Com o ânimo completamente de rastos, a única alternativa foi mesmo a desistência, chamar a “assistência em viagem” e regressar ao ponto de partida, ficando a vontade de regressar para uma próxima edição afim de terminar aquilo que ficou por terminar. A prova era um pouco exigente, talvez da forma como era encarada, fazendo com que 14 atletas (dos 120 que alinharam à partida para os 45km) não terminassem as suas provas.

Para terminar, queremos agradecer ao Miguel pela participação em Ourique pela forma com que defendeu as cores da secção (e do clube) ficando a promessa de, mais uma vez, terminar o que ficou a meio.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.